loading
instagram
Tire suas dúvidas

Mitos e verdades sobre a Stevia

1. A stevia é um adoçante natural

Verdade. A natureza vive nos presenteando e a Stevia é um desses doces presentes para nós. Com capacidade de adoçar até 300 vezes mais que o açúcar comum, a planta não possui calorias e nem restrição de consumo.

2. Diabéticos não podem consumir stevia.

Mito. Stevia é o substituto ideal para o açúcar comum. Sua ação hipoglicêmica estimula a secreção de insulina, reduzindo o nível de glicose no sangue, sendo um grande aliado na dieta de diabéticos.  

3. Mulheres grávidas e amamentando não podem consumir stevia.

Mito. A stevia não oferece risco algum às gestantes e mães que estão amamentando. Estudos apontam que a stevia também não atravessa a placenta e nem chega a fazer parte do leite materno. Mas os nutricionistas devem ser procurados para indicar a melhor dieta durante o pré e pós-natal.

4. Existe uma quantidade de consumo máximo para stevia.

Verdade. Segundo o Comitê Internacional de especialistas em aditivos alimentares (JECFA), administrado pelo FAO e pela OMS, o consumo de stevia não deve ultrapassar 4 mg/kg de peso corpóreo. Para que tenham uma referência, uma pessoa com peso equivalente a 60 quilos pode consumir até 108 gotinhas de Stevita ou 10 sachêzinhos em um só dia.

5. O sabor da stevia é amargo.

Isso vai do paladar e gosto pessoal de cada um. O que podemos garantir é que Stevita é um adoçante feito pela única empresa brasileira com Know How de 30 anos em Stevia, detentora da sua própria fazenda, única no Brasil capaz de extrair o glicosídeo e empenhada em ser sempre inovadora. Stevita garante a qualidade da sua matéria prima, sendo a única marca a ter uma linha pura de stévia orgânica, que por ser extraída de uma planta, tem um sabor naturalmente docinho.

6. A stevia não adoça tanto quanto o açúcar.

Mito. Na verdade, a stevia adoça aproximadamente 300 vezes mais que o açúcar, por ter esse alto poder de dulçor, ela é  amplamente utilizado nas indústrias de alimentos como um substituto natural ao açúcar.

7. O sabor da stevia é alterado em condições de calor.

Mito. A Stevia pode ser utilizada em receitas de forno e fogão mantendo o volume, textura e sabor, transformando as receitas em pratos naturalmente mais saudáveis e gostosos. Aproveite para criar receitas levinhas com nosso Stevita Forno e Fogão. 

Mitos e verdades sobre a Sucralose

1. A sucralose é derivado da cana-de-açúcar.

Verdade. A sacarose, nome químico dado ao açúcar, passa por um processo químico até chegar a uma estrutura estável chamada sucralose – um adoçante com sabor muito similar ao açúcar, mas sem calorias.

2. A sucralose é um adoçante artificial.

Verdade. A sucralose não é encontrada na natureza, é feita a partir da molécula do açúcar quimicamente modificada e aprovado por órgãos de controle nacional e internacional de segurança alimentar.

3. A sucralose possui cloro na sua estrutura molecular.

Verdade. O cloro ou cloreto de sódio como é conhecido pela ciência, além de seguro e natural, quando combinado à molécula de sucralose faz com que ela passe pelo nosso corpo sem gerar nenhuma caloria.

4. Diabéticos não podem consumir sucralose.

Mito. Diabéticos podem consumir sucralose, preferencialmente com orientação de nutricionistas e médicos de sua confiança. A sucralose não gera calorias, por isso também não aumenta os níveis de glicose no sangue.

5. Existe uma quantidade de consumo máxima para a sucralose.

Verdade. Segundo o Comitê Internacional de Especialistas em Aditivos Alimentares (JECFA), administrado pela FAO e pela OMS, o consumo seguro por dia de sucralose não deve ultrapassar 15mg/kg de peso corpóreo.

6. A sucralose não adoça tanto quanto o açúcar.

Mito. Na verdade, a sucralose adoça aproximadamente 600 vezes mais que o açúcar comum, sem calorias e não provocar cáries.

Qual a diferença entre diet, light e zero?

DIET: são os alimentos em que algum ingrediente é retirado totalmente, como o açúcar. Pode aparecer também como zero, livre ou não contém.

LIGHT: são os alimentos com redução de pelo menos 25% da quantidade de algum ingrediente ou calorias.

NATURAL: são aqueles alimentos que não sofreram alterações artificiais e não receberam nenhum tipo de corante, aroma artificial, espessante, acidulante e outros.

ORGÂNICO: não é somente “sem agrotóxicos”, como se veicula normalmente. Para ser orgânico, deve ser produzido sem qualquer elemento artificial ou uso de organismos geneticamente modificados.

FUNCIONAIS: são aqueles alimentos ou ingredientes que, além das funções nutricionais básicas, produzem efeitos metabólicos, fisiológicos e/ou benéficos à saúde. Para se beneficiar dos alimentos funcionais é necessário que o seu consumo seja regular, pois esses alimentos funcionam somente quando fazem parte de uma dieta equilibrada. Ou seja, se a pessoa estiver utilizando um alimento para o controle do colesterol, ela terá resultados positivos apenas se associá-lo a uma dieta pobre em gordura saturada e colesterol.

Porque reduzir o sódio?

O sódio é o principal ingrediente do sal de cozinha comum, que é o cloreto de sódio, importante para a manutenção do equilíbrio do pH do sangue, dos impulsos nervosos e da contração muscular. Ele é encontrado em praticamente todos os alimentos mas quando consumido em excesso pode causar aumento da pressão e doenças cardíacas.

Por isso, a Organização Mundial da Saúde recomenda que a quantidade de sódio que deve ser consumida diariamente deve ser de apenas 5g por dia para adultos saudáveis, o que equivale a uma colher de chá.

Para reduzir o sódio e com ele, os riscos de doenças cardiovasculares, Stevita tem uma linha de produtos desenvolvida com baixo ou zero teor de sódio. Se engana quem pensa que só produtos salgados possuem sódio. Suco em pó, macarrão, biscoitos, refrigerantes, água de coco industrializado, todos esses itens contem sódio.

Com Stevita você pode comer bolos deliciosos com até 92% menos sódio, beber aquele achocolatado cremoso com 85% manos sódio, cookies com baixo teor de sódio, adoçantes com zero sódio. Por isso, Stevita é indicada para quem sofre com retenção de líquido e hipertensão. Comer bem é a melhor forma de prevenção.

Produtos Stevita

Os produtos Stevita além de adoçados naturalmente são ricos em nutrientes. Confira alguns benefícios extras ao consumir Stevita:

FIBRAS: elas absorvem os excessos de açúcar e gordura, eliminando o que não precisamos. Assim, ajudam no funcionamento do intestino. Para aproveitar bem as fibras recomenda-se comer verduras, legumes, frutas com cascas e alimentos integrais.

VITAMINAS E MINERAIS: são essenciais para o funcionamento do organismo como um todo. Por isso, quando percebemos um cansaço excessivo, dores musculares, gripes repetidas e até aquela vontade enorme de comer doce, pode ter certeza que algum destes nutrientes está em falta. Nesse caso, a dica é variar mais a dieta, deixando o prato bem colorido e o cardápio do dia rico em frutas e verduras.

ÁGUA: o corpo humano é composto de aproximadamente 70% líquido, por isso a importância de sempre se manter hidratado e repor esses líquidos. A água além de ajudar a hidratar, tem a função de enviar as vitaminas necessárias para o bom funcionamento de alguns órgãos, como rim, intestino, coração e pulmões.

COLÁGENO: o colágeno atua no fortalecimento de unhas frágeis e promove maior resistência, espessura, crescimento e brilho aos cabelos. A pele adquire mais tônus, hidratação, e pode haver uma redução da flacidez cutânea. O colágeno hidrolisado desempenha um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose, e tem sido utilizado para minimizar a ocorrência de lesões na terceira idade, pois mantém o tecido articular mais hidratado e elástico. Ele também é utilizado para prevenir lesões em atletas. Diversos estudos realizados na Europa e nos Estados Unidos atestam esses benefícios.

PROTEÍNAS: as proteínas são nutrientes necessários para o organismo produzir partes essenciais do corpo, como músculos, hormônios, tecidos, pele e cabelo. As proteínas são um nutriente encontrado em alimentos como carnes, peixes, ovos e derivados do leite, além de existir em alimentos de origem vegetal, como soja, feijão, amendoim, gergelim e lentilha. O segredo é escolher bem seus alimentos e ter uma dieta equilibrada.

GORDURAS: são necessárias, mas em pequena quantidade. Evite gorduras saturadas e trans, escolha as gorduras boas, encontradas nos peixes, azeite e castanhas. Mas lembre-se: mesmo para as gorduras boas é importante ter moderação.